SER EMPREENDEDOR

 

Autoconhecimento: Um novo projeto individual de inclusão pessoal - Por que o autoconhecimento é a ferramenta natural de inclusão no mundo do trabalho, no mundo das empresas e no mundo das pessoas? Porque existe um sentimento nas relações sociais que está mudando e está causando uma insatisfação, uma incerteza, uma insegurança no mundo das pessoas, no mundo das empresas e no mundo do trabalho.

A causa motivadora da contenda na natureza do mundo do trabalho, é a existência de um novo perfil de liderança de mercado. É o líder que tem em seu pensamento a função social a serviço da coletividade. O modelo antigo do domínio por parte do mais forte, que foi o vencedor, já não está sendo alimentado pela natureza positiva, que é a natureza Racional. A faculdade do entendimento e da compreensão é quem qualifica a pessoa para entender e compreender como esse fenômeno está se desvendando.

Na forma mental da pessoa e principalmente dos mais jovens o modelo antigo está em conflito com o modelo embrionário, causando assim uma insatisfação, uma insegurança e uma incerteza. As novas gerações estão processando a liquidação do modelo antigo de domínio, portanto, a forma mental da pessoa precisa mudar, porque liquidar o antigo sem transformar em novo, ainda pertence à antiga forma mental, que é destruir para construir. A nova forma mental é transformar para reconstruir. A causa motivadora da mudança do antigo em novo está na necessidade do sentimento de humanidade. É a desumanidade quem está fazendo o mundo das pessoas sofrer. Mas a desumanidade é um sentimento negativo que é preciso transformar-se em sentimento positivo de humanidade. Ter a forma humana é uma coisa, mas Ser Humano é outra coisa muito diferente. Então esse Ser Humano, precisa estar presente no mundo das pessoas, no mundo do trabalho e no mundo das empresas, para que o mundo se transforme em um novo mundo bom para todos. Mas, para desenvolver o Ser Humano é preciso mudar o pensamento, para transformar o sentimento em sentimento de humanidade.

O mundo do trabalho e a mudança da natureza. A natureza é de transformações, ela está sempre se compondo, para ir compondo os seres. Então, na atual composição da natureza há uma mudança de fase. As mudanças de fase fazem parte da evolução do pensamento.  As mudanças são modificações na natureza do pensamento. Um choque entre o que parece ser; o que é, e o que não é. Esses choques geram conflitos, porque o pensamento é inconsciente, é um pensamento lapidando outro pensamento para desenvolver o entendimento. O entendimento do que está sentindo, do que está querendo dizer. Nessa nova fase da natureza há uma modificação profunda, porque exige uma nova cultura, a cultura da origem do pensamento. Por que nessa nova fase exige uma mudança de cultura? Porque para haver o entendimento é preciso haver a compreensão, é um movimento de vinda e retorno. Vem o entendimento e retorna a compreensão. Faz parte da natureza do tempo, da era digital. Essa nova cultura mexe com o mundo do trabalho, com o mundo das empresas e com o mundo das pessoas. A natureza que está compondo o mundo do trabalho já é a nova natureza, a natureza consciente. Então, essa natureza consciente está mexendo com o sentimento das pessoas.

Mudança no modelo organizacional e mercadológico. O modelo organizacional e mercadológico existente foi sendo criado inconscientemente pelo pensamento. Inconscientemente, porque o efeito e a causa motivadora do efeito ficam imperceptíveis. Portanto, o pensamento que criou não existe em si, as informações necessárias, isto é, as informações conscientes para refazer, somente um novo pensamento, o consciente, são capazes de desfazer refazendo tudo o que existe, porque no novo pensamento, existem novos recursos naturais para buscar as informações que estão de acordo com o tempo, com a fase da natureza.  Qual é a tendência natural da natureza do novo pensamento, o consciente? O equilíbrio. Qual é a marca nefasta do velho pensamento, o inconsciente? O desequilíbrio.

Qual é o sentimento da pessoa em relação ao modelo organizacional e mercadológico existente? Insatisfação, insegurança, incerteza. Qual é a imagem negativa refletida pelo mundo das organizações e dos mercados? Instabilidade. Tudo que é artificial agride o natural, portanto, desequilibra.

Qual é a tendência natural da natureza do novo pensamento? O progresso consciente. Progredir com consciência exige novo conhecimento do Ser e do Fazer, para atender a demanda da tendência natural que é o Equilíbrio, a sustentabilidade. O equilíbrio físico, moral e financeiro traz em si a felicidade completa para o mundo das pessoas. É possível o tríplice equilíbrio? Sim, toda a informação necessária está no vácuo, no vazio, onde a pessoa acessa através do sistema de busca natural que é o entendimento e a compreensão.

A era digital e o mundo das pessoas: No mundo do trabalho e no mundo das empresas, a era digital é a era que está promovendo a maior revolução tecnológica. E no mundo da pessoa o que pode promover? Pode promover uma revolução usando a tecnologia do substrato da palavra para reciclar os pensamentos e converter o analógico em digital. Qual o sentido da era digital no mundo da pessoa? Quer dizer que a pessoa pode converter o pensamento análogo em digital. O que é pensamento analógico? Pensamento analógico é o pensamento que funciona inconscientemente por analogias, a pessoa fica imaginando com o pensamento, será que é isso? Será que é assim? Nem sempre o que parece ser é o que verdadeiramente É. Essa é uma fase da evolução do pensamento, é a fase inconsciente. O que é pensamento digital? É a imaginação e pensamento em movimento paralelo. A imaginação é a suposição, é o que parece ser, portanto é o negativo, a pessoa que é o ser pode converter o negativo em positivo através do processamento da definição do que é e do que não é. Era digital no mundo da pessoa quer dizer que a pessoa pode converter o negativo em positivo usando a linguagem escrita ou a oral. Essa é uma evolução do comando inconsciente para o comando consciente. No comando do pensamento analógico, a pessoa está ausente. No comando digital do pensamento a pessoa está presente. Analógico porque a imaginação é quem comanda. Digital porque é o pensamento quem comanda. Mas que pensamento? O consciente, o que raciocina.

Observador – Experimentando tudo para ver se acerta ou não. Por quê? Porque o observador é apenas a metade do Ser. Como observador interpreta com a imaginação, e assim, cada um desenvolve uma forma de pensar, de deduzir e de analisar. Nessa forma de pensar imaginária só encontram as palavras, mas a confirmação da palavra não podia encontrar porque esta é a parte inconsciente, é por isso que, a vida é incerta, hoje parece que está bom, amanhã está mal, hoje está certo, amanhã está errado. Fica variando.

Auto-observador – A parte consciente do Ser, a outra metade. O auto-observador é uma ferramenta natural do Ser, é a parte avançada. É através dessa ferramenta natural que a faculdade virtual pode ser exercida. Como auto-observador a pessoa ver e sabe definir o que está vendo, porque o pensamento é consciente. A nova fase da natureza é a fase consciente, a fase positiva. É esta a natureza do novo pensamento, que é o pensamento originário do entendimento e da compreensão. O pensamento positivo é a palavra e a confirmação da palavra.

O Princípio da liberdade: Tudo é permitido, desde que não tire do outro. Tudo é permitido, desde que não faça ao outro aquilo que não quer que seja feito consigo. Todos são merecedores, portanto, todos devem fazer por onde merecer, porque a porta está aberta para a pessoa colher os frutos da natureza, sem aproveitar-se de ninguém. O resultado da conquista deve ser impregnado de positividade, porque quando é impregnado de negatividade tende a destruir a pessoa e o ambiente em que vive, eis porque o progresso é de altos e baixos.

O Equilíbrio dos opostos – A causa da violência está no desequilíbrio dos opostos. E a razão do desequilíbrio é a ação inconsciente do pensamento. São ações movidas pela emoção negativa, sente vontade de matar, mata. Sente vontade de ferir, fere.

Quando a pessoa não sabe entender acima de seu estado emotivo, é guiada pelos instintos e impulsos do subconsciente. Este é uma ação inconsciente do pensamento. Até hoje abusamos da livre e espontânea vontade e, por isso, se regem as coisas pela vontade e pelos gostos.  

E saber entender acima do seu estado emotivo, é através do entendimento e da compreensão. Na faculdade virtual o entendimento é processado pela visão e a compreensão pelo sentido.

A causa do desequilíbrio é a inconsciência, a consciência é a outra face. A base: Na totalidade todos são merecedores do equilíbrio físico, moral e financeiro. A lógica: Sendo todos merecedores, portanto, todos devem fazer por onde merecer para receber a recompensa que é um direito natural: o equilíbrio físico, moral e financeiro.

Na diversidade, o retorno financeiro, é a recompensa mais esperada pela pessoa. A riqueza sem a saúde e o equilíbrio moral traz a felicidade aparente. A pobreza com saúde e equilíbrio moral traz uma felicidade aparente, isto é, hoje está alegre, amanhã está triste. A riqueza com saúde e equilíbrio moral traz a felicidade completa, este é o bem absoluto. O que é a riqueza? É quando somos preenchidos de tudo o que necessitamos, sem precisar de nos preocupar com o amanhã porque tudo já está no presente.

Portanto, o que a pessoa pode observar, é que a energia que está mobilizando o mundo é uma energia que solicita a “sustentabilidade”. É esta força natural que está unindo o pensamento em torno de um novo tema que é progredir sem destruir e poluir a natureza. O segredo do verdadeiro progresso está então em agir segundo a Lei da natureza, porque é para reconstruir a base do merecimento.

Qual é o novo formato da personalidade que ocupa o mundo do trabalho com sustentabilidade?  A personalidade empreendedora que é de origem do Ser Empreendedor. O Ser Empreendedor é a substância auto-observadora observadora, realizadora e argumentadora da pessoa. O Auto-observador Observador é a parte racional do pensamento, é um recurso natural que a pessoa fazendo uso contínuo, começa a expandir-se. É através dessa ferramenta natural de transformação que a pessoa desenvolve o Realizador que é a parte empreendedora do pensamento e o Argumentador que é a individualidade do pensamento. Podemos notar que Ser Empreendedor apresenta a massa adequada ao desenvolvimento natural do Ser Completo. Como Ser Empreendedor a pessoa é convertido em um provedor do necessário a própria subsistência. O Ser Empreendedor é um trabalhador livre, um trabalhador estável.

A nova fase e o novo conhecimento. No sistema inconsciente como acontecem as invenções? A pessoa tem a ideia, a ideia está na imaginação, à pessoa materializa o imaginário. Quando a ideia toma consistência no mundo material, outros assimilam e aprimoram dando forma diferente a primeira ideia. Esse comando é o da inspiração.

E no sistema consciente, como acontece? A pessoa observa um espaço que precisa ser refeito, descobre a solução para refazer aquele espaço, começa desenvolvendo o pensamento do desfazer e refazer que é o pensamento da solução. Quando o pensamento tomar o formato da aplicabilidade, somente a pessoa quem descobriu é quem pode aplicar a fórmula porque tem o conhecimento original da causa, do feito e do efeito; a solução encontrada serve como alimento para que outros descubram por si, soluções para outros espaços, e para o descobridor, todas as ideias são transformadas em aprimoramento para o próprio projeto, isso acontece através do entendimento e da compreensão da teoria oculta em cada ideia. Podemos observar que no comando consciente não existe competição existe o comando autocompletar. No antigo, a ideia se materializa, e no novo, o pensamento da imagem materializada se transforma em combustível teórico para aprimoramento do conhecimento.

Na nova fase da natureza a tendência de todos tem que ser a tendência verdadeira. Como são criadas as entradas de pessoas no mundo do trabalho? Vamos analisar as tendências do comportamento que são: empreender na agricultura, no comércio, na indústria, nas profissões liberais. Nesse ambiente existem os empreendedores que desenvolvem seus empreendimentos embasados em pensamento descobertos, esses empreendedores trabalham com a imaginação, como também existem os empreendedores descobridores, que são os que descobrem a tendência verdadeira, por exemplo, o descobridor do sistema operacional Windows, dos códigos fonte, e outras tecnologias da atualidade. Existem os empreendedores imaginários e os empreendedores visionários. Esses empreendedores conseguem seu próprio sustento e o sustento de muitos outros que colaboram no movimento do empreendimento. A tendência verdadeira do século XXI está relacionada com os descobridores e o próprio sustento. Esses descobridores dividem-se em duas partes: os que têm o dom natural para descobrir soluções originais para determinado ambiente universal e os descobridores que através do desenvolvimento da origem vocacional, conseguirão manter-se em estado de atualização diária no ambiente de trabalho atual. O estado agonizante dos países de primeiro mundo prova que está acontecendo uma mudança profunda no invisível do mundo do trabalho, e que toda pessoa precisa garantir seu próprio sustento, porque depender dos empreendimentos sem a própria garantia está em estado insustentável, já que diante de uma crise, os primeiros cortes são de vagas de trabalho. Então, a tendência verdadeira é cada pessoa garantir seu próprio sustento ou com a descoberta da origem vocacional ou através do dom natural.

Ser Empreendedor o provedor natural. Está havendo uma liquidação no sistema financeiro dos países de primeiro mundo, por regras gerais da própria evolução, da própria natureza do mundo do trabalho.  Podemos observar na totalidade do mundo do trabalho que ninguém tem mais direito, ninguém tem mais razão, não há respeito, não há garantias universalmente. Tudo isto porque, o modelo econômico foi desenhado inconscientemente, isto é, o consciente é o que tem conhecimento de causa e do efeito, portanto, o fim da liquidação está em conhecer e reconhecer a causa que está produzindo o efeito negativo que é para desfazer esta causa, refazendo com uma nova causa que produza o efeito positivo. Esta mudança não acontece do todo para a unidade, mas da unidade para o todo. Então, toda a pessoa que está sofrendo os efeitos produzidos pela liquidação, deve desenvolver a sua origem vocacional, porque na origem vocacional está encubado o pensamento novo, o pensamento original, a fonte de informação consciente. No pensamento original está armazenada a substância empreendedora, o ser que é o provedor natural, o Ser Empreendedor.

O Princípio da Individualidade. A individualidade é o princípio ativo da liberdade. A liberdade é uma virtude. O princípio ativo da Liberdade é a causa motivadora do pensamento Intraempreendedorismo. A individualidade é a particularidade da pessoa, é o determinante que mobiliza a pessoa em direção ao destino que é conhecer para que veio e porque veio. O destino é a relação entre o mundo da pessoa e o mundo do trabalho, é o ícone da interseção, mas o primeiro passo para desvendar o destino certo é descobrir a origem vocacional. É a origem vocacional quem individualiza a pessoa no mundo do trabalho, daí quebrando a competitividade horizontal e ligando a competitividade vertical. Na competitividade horizontal um quer ser sempre melhor do que o outro e na competitividade vertical cada um melhorando si mesmo no ser e no fazer.

Intraempreendedorismo – O inconsciente do mundo do trabalho está sofrendo mudanças, e o Intraempreendedorismo é a palavra que está inconsciente no mundo do trabalho, e que, começa a despertar no pensamento do mundo de algumas pessoas. Intraempreendedorismo no mundo das empresas é um termo utilizado para designar agentes de mudança ou promotores da criatividade e inovação. Podemos observar que no século XXI, um agente de mudanças deve ser “um agente de mudanças”, o que isto quer dizer? Quer dizer que a mudança significa mudar o efeito. As boas ideias são importantes, mas neste século elas devem ser recicladas antes de dar a forma, para que o efeito não signifique mais um agente de poluição, porque continuando a poluir ainda não é mudança é repetição. Na própria massa do pensamento criador de soluções, existe a possibilidade de soluções definitivas. Essas soluções definitivas correspondem ao certo que acerta, porque desde tempos longínquos que todos vêm procurando acertar e sempre por acertar, sempre por encontrar o certo. As oportunidades de negócios devem ser mensuradas porque para haver a mudança, o pensamento só deve se limitar no que a natureza dá no que a natureza deu. Para haver a mudança consciente no mundo do trabalho, deve haver o desenvolvimento do entendimento e da compreensão no mundo da pessoa para entender e compreender a nova linguagem do pensamento. Intraempreendedorismo começa pelo desenvolvimento da origem vocacional.

Mercados maduros. A natureza do mundo do trabalho mudou. O novo ambiente está favorecendo a autonomia, a origem vocacional, as parcerias completivas, a valorização do conhecimento, isto é, do conhecer para saber e do saber para conhecer. Os mercados estão agonizando porque as medidas que procuram são medidas desconhecidas, e as medidas conhecidas são apenas tentativas para ver se acertam ou não; a maneira de pensar com imagens de números e planilhas parecem refletir o quadro real, porque é mais adequado ao modo e à maneira de como pensam, mas esse ponto de vista não está servindo para equilibrar o sistema financeiro, por exemplo: a União Européia tem muito dinheiro, mas a maioria dos países membros está enfrentando uma grande crise financeira, então existe muito dinheiro, mas a forma como é aplicado não está movimentando o mercado de trabalho. E por que não está conseguindo movimentar o mercado de trabalho? Porque o ponto de vista está maduro, e uma vez estando maduro não pode mais reagir devido o amadurecimento, não consegue acertar. É igual a uma fruta em uma árvore, enquanto está protegida pela árvore, está no pé, mas, depois de amadurecida ela caí do pé, o mesmo está acontecendo com o sistema financeiro do mundo. A fase da centralização da riqueza acabou, portanto, não dá mais para amparar esse ponto de vista e entra em colapso. A mudança só é possível partindo da pessoa, é a pessoa quem vai mudar seu mundo interior para começar a transformação no mundo exterior.

Como surge um negócio quando o pensamento “Empreender” está inconsciente? A imagem do negócio aparece através da imaginação, sendo o comportamento da pessoa, dotado de uma característica natural do comportamento empreendedor que é o “Início”, ela consegue iniciar o negócio. Outra característica comportamental que serve para dar continuidade ao negócio é a “Extensão”. É através da “Extensão”, que ela consegue manter o negócio em movimento no mercado. Alinhada a “Extensão” está a “Soma”, que é uma característica com sentido de abundância, então, o comportamento ativado por esta característica própria, a pessoa consegue ir ampliando o negócio. Na era digital, que é a era atual, as evidências indicam que apenas o comportamento empreendedor, não está garantindo a sustentabilidade das empresas no mundo dos negócios.

O pensamento do mundo do trabalho mudou. Pela lógica podemos observar que o desequilíbrio econômico que está acontecendo nas nações, mesmo essas nações sendo dotadas de todos os recursos materiais, financeiros e profissionais que poderiam dar sustentação a sua economia, mas mesmo assim o desequilíbrio está acontecendo. E qual é a causa? O pensamento do mundo do trabalho mudou. A mudança do pensamento do trabalho consiste, no desenvolvimento das quatro partes do pensamento no mundo interior, isto é, o desenvolvimento do pensamento da prática, da teoria, da técnica-operacional e da tecnologia no mundo da pessoa. No modelo antigo, cada uma dessas partes do pensamento, foi desenvolvida em algumas pessoas que se destacaram como particularidades das nações, isto é, a energia do pensamento geográfico encontrou espaço para desenvolvimento através de pensamentos, que já nasceram com os recursos necessários para receber a informação inusitada para a época. Por exemplo, a Grécia, o espaço geográfico que atingiu o ápice foi o da prática com as esculturas e as artes, e o da teoria que atingiu o apogeu através dos poemas, literatura, na mitologia grega, e, na filosofia com Platão e Sócrates. Os outros espaços, que são da técnica-operacional e da tecnologia, são destaques da nação americana, que também não está conseguindo movimentar o espaço para inclusão de pessoas no mercado de trabalho. Pela lógica, esse acontecimento é uma mudança na natureza, porque se assim não fora, o desequilíbrio estaria acontecendo em uns espaços e outros não, mas, mesmo as nações que estão em desenvolvimento, a exemplo do Brasil e China, que continuam sofrendo as ameaças, porque não podem progredir, de forma semelhante a antiga forma de progresso, que é o desenvolvimento das quatro partes no universo exterior do mundo do trabalho, sem a participação do universo interior do mundo da pessoa. A pessoa desenvolve o conhecimento básico das quatro partes e descobre o seu pensamento especialista e a sua especialidade. No antigo modelo (a vinda), o funcionamento era do todo para formar a unidade, agora no novo modelo (o retorno), é da unidade para a formação do todo. Podemos lembrar que o pensamento de Sócrates, replantou uma semente, que já existia na natureza universal, que é "conhecer si mesmo". Então chegou o tempo.

O pensamento horizontal.  Os Estados Unidos, nação inteligente e criativa, está com sua economia estagnada. Qual é a causa? O pensamento. O pensamento tem limites. No progresso da exploração é assim que funciona. Depois que tudo é explorado, e não tem mais o que explorar, para. Mesmo que o país ainda seja detentor de muitas riquezas, mas mesmo assim não consegue movimentar o mercado de trabalho. Mas quem é esse pensamento? O horizontal, que é o pensamento onde um para ocupar o lugar precisa expulsar o outro. No fator psicológico inconsciente não existe lugar para todos, para um entrar o outro tem de sair, mas a natureza mudou. Na verdadeira natureza do pensamento, que é a natureza consciente, existe lugar para todos, nesse caso tudo o que existe precisa ser renovado, e para renovar é preciso começar pelo pensamento que é para desenvolver as funções renovadoras e benfeitoras.

Os povos e seus governantes. Os povos exigem de seus governantes, atitude para movimentar o mercado de trabalho. Pelo que a pessoa pode observar no mundo do trabalho, quem cria a oportunidade de negócio e a vaga para o emprego é o pensamento empreendedor (inconsciente). Os governantes contribuem com infraestrutura, saúde, educação e outros.

Então, o que está acontecendo com os países desenvolvidos, onde tudo isso já faz parte do sistema governamental, e os mercados continuam parados?

O pensamento empreendedor (inconsciente) cria a oportunidade de negócios, através do comportamento. Então, se o pensamento empreendedor (inconsciente) é quem cria a oportunidade de trabalho, então, toda pessoa deve desenvolver seu pensamento empreendedor (consciente). Mesmo que a pessoa não crie um novo negócio, mas ela pode descobrir seu próprio espaço nos espaços existentes. O que é que o mundo do trabalho está precisando? De solução. O que é que a pessoa deve fazer? Desenvolver o novo pensamento buscando encontrar solução para um determinado espaço, esta é uma ação consciente. Só existe esse caminho, porque o pensamento empreendedor inconsciente é excludente, isto é, para sobreviver compete eliminando o concorrente. É impossível, nesse modelo de trabalho, existir lugar para todos. A solução está no novo pensamento que é o empreendedor consciente.

A vida no mundo do trabalho. A vida no mundo do trabalho tornou-se um jogo, uns ganham mais, tem mais; outros não ganham nada, não tem nada. Um jogo de sorte, e por isso uns melhores do que outros, uns passando fome, e outros tendo demais e botando fora. Uns bem favorecidos e outros desfavorecidos. A causa é o pensamento. O pensamento inconsciente. Mudando o pensamento, isto é, desenvolvendo as funções que tornam o pensamento consciente tudo isso muda, porque a pessoa consciente sabe o que é e o que fazer, como é e como fazer, porque é e porque fazer.

Quem és Tu? A pergunta certa sugere a resposta certa. No mundo do trabalho (Exterioridade) a resposta para a pergunta Quem és Tu faz duas revelações importantes para o mundo da pessoa. O que revela a resposta para a pergunta Quem és Tu? Quem a pessoa É, isto é, a origem vocacional e o que a pessoa vai fazer, isto é, o que a pessoa vai fazer no espaço que vai ocupar. No mundo da pessoa (Interioridade) a resposta para a pergunta Quem és Tu revela quem é o ego e quem é o eu. O "ego" é o sentido da imagem. O "Eu" é o sentido da palavra.

Faculdade Virtual. Na era digital, toda pessoa precisa desenvolver a faculdade virtual. Os ingredientes que constituem a faculdade virtual são entendimento e compreensão. Com o entendimento e a compreensão reconstituídos, a pessoa  recupera a visão e o sentido que é o que dão forma substancial a faculdade virtual. A faculdade virtual é inerente a natureza humana, portanto, a pessoa contém em si mesma todas as condições essenciais para seu desenvolvimento. O pensamento na condição inconsciente só interpreta, e esta interpretação é cada um do seu modo e maneira diferente. Está aí a causa dos desentendimentos. Como pode haver entendimento se cada um interpreta a sua maneira? O pensamento é  inconsciente porque não sabe nem conhece a resposta para O porquê assim é. A resposta para o porquê assim é, está na disfunção dos  recursos, que dão forma a consciência, que são as funções do pensamento, e a interpretação é apenas uma das funções.

O entendimento e a compreensão. São movimentos digitais ­¯ e paralelos. A informação vai entrando e a pessoa vai entendendo  a informação como é, depois de compreendida, a informação vai saindo. É assim que funciona a faculdade virtual. Muitas vezes, onde não tem coisa alguma para fazer confusão, a pessoa faz, por não saber entender, por não saber interpretar; interpretando diferente do que é, do sentido certo, fazendo o sentido a seu modo de ver. Então, a forma substancial da faculdade digital é a visão e o sentido. A causa motivadora da incompreensão é: Está vendo, mas não sabe definir o que ver.

O benefício da faculdade virtual. (Virtual: Que existe como faculdade, porém sem exercício ou efeito atual), mas no século XXI o exercício do entendimento e da compreensão faz parte da planta que torna viável a nova comunicação.  Por exemplo: Quando a pessoa lê, e não entende o que está lendo, é porque a função da Interpretação que é a decodificação está desabilitada. É da decodificação do conteúdo da leitura que vem a compreensão. O Jornal Nacional tem apresentado muitas edições especiais, mostrando as dificuldades das empresas na capacitação das pessoas, da dificuldade dos alunos nas salas de aula. A causa do problema é a dificuldade para ENTENDER e COMPREENDER. Quando a pessoa não consegue ENTENDER fica desmotivada, mas mesmo assim, deve insistir e persistir lendo e relendo que é para ir alimentando o entendimento.

Ser Empreendedor. Ser Empreendedor é uma configuração natural. Como pensamento analógico, a configuração do empreendedor é automática e funciona em alguns. Como pensamento digital a configuração do Ser Empreendedor é personalizada e funciona em todos que propuserem  o desenvolvimento dos dois dígitos imaginação positiva e pensamento positivo para desenvolver e desenvolver-se em Ser Empreendedor. Como empreendedor a mobilidade é descontínua e como Ser Empreendedor a mobilidade é contínua, porque as funções do pensamento estão desenvolvidas dando forma a personalidade empreendedora. A personalidade empreendedora é  boa para todos.

Auto-observador observador. O pensamento que se desenvolve através das experiências é o observador; O pensamento que se desenvolve através do conhecimento é o auto-observador; O observador é o pensamento da superfície; O auto-observador é o pensamento da profundidade; O observador é o pensamento analógico; O auto-observador é o pensamento digital. Então o Ser Empreendedor é auto-observador observador, realizador e argumentador, essa é a configuração natural do "Ser". Natural porque já pertence a natureza da pessoa, é só desenvolver.

Cargos e profissionais - Pesquisas apontam incompatibilidade entre ocupação disponível e perfil  demandado, isto é, existe o espaço no mundo do trabalho, mas  no mundo das pessoas está existindo escassez do talento para ocupar o espaço. A causa está na mudança do pensamento. Observe o gráfico da evolução do mundo do trabalho.   Podemos observar no gráfico "Evolução do Pensamento no Mundo do Trabalho",  o quadrante A referente à raiz do pensamento na prática, foi  o início do progresso no mundo do trabalho, o tempo do trabalho manual. Mas a diferença entre um artesão e outro estava na flexibilidade em trazer da imaginação para a prática a própria criação. O trabalho era repassado de pai para filho, mas a diferença na criação estava na informação inconsciente armazenada no sentido do pensamento do artesão ou da artesã. A ideia estava na imaginação, mas a habilidade para transformar a ideia em uma forma está no sentido do pensamento. Mas agora, no século XXI é muito diferente. E sabe qual é a diferença? É que o pensamento do tempo é o do quadrante D, na antiguidade, este quadrante pertencia ao pensamento guerreiro, o pensamento das conquistas, da ocupação do espaço pela luta, no entanto, na era do potencial humano que é a era digital, a ocupação do espaço é feita pelo conhecimento interativo, isto é, a informação entrando e saindo. Entrando pelo entendimento e saindo pela compreensão. É o ensinamento desdobrável em conhecimento. Já não é transformar a imaginação em forma, mas em realizar o pensamento consciente.

Que é Ser Empreendedor?